Acontecimentos

Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível

3 de junho de 2015



No dia 3 de junho celebra-se o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível”.

Esta é uma ação conjunta de vários países, que envolve os sectores ferroviário e rodoviário, a administração pública, ONG e diversas associações internacionais. À semelhança de anos anteriores, nesse dia, serão desenvolvidas algumas ações de sensibilização junto de utilizadores:

  • Linha do Norte
  • PN ao km 325,417 – Apeadeiro de Francelos (Vila Nova de Gaia)
  • PN ao km 29,887 – Vila Franca de Xira (sul da estação)

    Linha de Cascais
  • PN ao km 22,556 – São João do Estoril



  • ver Caderno de Informação


    Para mais informações consultar:



    www.ilcad.org





Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível

3 de junho de 2014



No próximo dia 3 de junho celebra-se o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível”.

Esta é uma ação conjunta de vários países, que envolve os sectores ferroviário e rodoviário, a administração pública, ONG e diversas associações internacionais e à qual a REFER se associou desde a primeira hora, cabendo-lhe este ano a missão de coordenar e realizar, em conjunto com a UIC - Union Internationale des Chemins de Fer, a Conferência que assinalará internacionalmente a data a partir do nosso país.

À semelhança de anos anteriores, também nesse dia a REFER desenvolverá algumas ações de sensibilização junto de utilizadores, nos seguintes atravessamentos e horários:

  • Linha do Norte
  • PN ao km 323,850 – Miramar (norte do apeadeiro) | 08:00 - 09:00
  • Atravessamento de nível da Estação de Coimbra B | 09:00 – 10:00
  • PN ao km 29,887 – Vila Franca de Xira (sul da estação) | 09:00 – 10:00

  • Linha de Cascais
  • PN ao km 1,648 – Rocha Conde Óbidos (Lisboa) | 11:00 – 12:00

  • Linha do Algarve
  • PN ao km 340,311 – Faro (Marina) | 09:00 – 10:00



ver Programa

ver Caderno de Informação

ver Vídeo Internacional


Para mais informações consultar:

www.ilcad.org



Dia Internacional para a Segurança em PN

7 de maio de 2013



O Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível é celebrado hoje em 42 países de todo o mundo, entre os quais Portugal. Esta iniciativa, que vai na sua quinta edição, congrega esforços dos gestores ferroviários, das entidades reguladoras, do sector ferroviário e rodoviário, das forças policiais, de ONG e de diversas associações europeias e internacionais.

A cerimónia oficial decorrerá este ano em Genebra sob a égide da Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa, no âmbito da Semana da Segurança Rodoviária, que decorre entre 6 e 12 de maio.

Apostados em destacar um dos principais objetivos desta ação: a de alertar para a necessidade do cumprimento das regras de segurança e promoção dos comportamentos seguros, tendo em vista a redução do número de acidentes nestes atravessamentos da via-férrea, e como forma de assinalar esta data, a REFER promove no dia de hoje algumas ações de sensibilização e informação em três passagens de nível/atravessamentos da rede ferroviária:

  • Coimbrões (Vila Nova de Gaia), na Linha do Norte
  • Rocha do Conde de Óbidos (Lisboa), na Linha de Cascais
  • Marina (Faro), na Linha do Algarve

ver Caderno de Informação

Revista “EURAILmag” publica artigo de colaboradores da REFER

Abril de 2013



A Revista “EURAILmag” publicou, na edição nº 27, um artigo de Paulo Soares de Melo e Susana Abrantes dedicado à ação da REFER no que à segurança em passagens de nível diz respeito, sua abordagem técnica e comunicacional.

ver Artigo

Encerramento do acesso à praia da Cruz Quebrada

Linha de Cascais - Cruz Quebrada

16 de julho de 2012



A partir do dia 16 de julho de 2012 será encerrado o acesso poente, a partir da linha de caminho-de-ferro, à praia da Cruz Quebrada.

Este atravessamento, onde se registaram recentemente duas colhidas, por proporcionar, através do Apeadeiro da Cruz Quebrada, um acesso à praia, apresentava um elevado risco de acidente, nomeadamente pelo facto de uma boa parte dos utilizadores não ser utente da ferrovia. O acesso à praia está assegurado através das alternativas desniveladas existentes a nascente e a poente do apeadeiro.

A presente medida inscreve-se num conjunto de ações, que a REFER tem implementado, visando a melhoria das condições de segurança e mitigação do risco dos atravessamentos de nível com vista à redução do número de acidentes.

ILCAD | Ações de Sensibilização e Informação

6 de junho de 2012

À semelhança dos anos anteriores, a REFER assinala o "Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível" com ações de sensibilização e informação no dia 6 de junho, entre as 09:00 e as 10:30, nos seguintes locais:

  • Linha do Norte
  • PN ao km 29,887 – Vila Franca de Xira
  • PN ao km 300,581 – Ovar
  • Atravessamento entre cais ao km 300,856 – Ovar
  • PN ao km 323,815 – Francelos (Vila Nova de Gaia)

  • Linha de Cascais
  • PN ao km 1,648 – Rocha Conde Óbidos (Lisboa)

  • Linha do Sul
  • PN ao km 29,199 – Quebedo (Setúbal)

ILCAD | Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível

15 de maio de 2012

No próximo dia 7 de junho celebra-se o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível”, uma iniciativa conjunta de diferentes países de todo o mundo, envolvendo os sectores ferroviário e rodoviário, a administração pública, ONG e diversas associações internacionais, e contando com o apoio das Nações Unidas e da Comissão Europeia.

Em Portugal, em resultado das ações persistentes de supressão e reclassificação de PN, de mitigação do risco e das campanhas de sensibilização desenvolvidas pela REFER, tem-se vindo a verificar uma redução constante na sinistralidade.

O sucesso da estratégia aplicada é visível face ao resultado alcançado em 2011, ano em que se registaram 25 acidentes, uma redução em 84% da sinistralidade em PN face a 1999.
Este valor antecipou, em quatro anos, o cumprimento dos objetivos estabelecidos de redução fixada para o ano de 2015.

Pese embora os resultados positivos alcançados, ações negligentes por parte dos utilizadores do caminho-de-ferro persistem, razão pela qual este tipo de iniciativas de sensibilização da sociedade se revestem da maior importância para a promoção de comportamentos seguros e a consciencialização dos utilizadores das passagens de nível de que os comportamentos que adotam são determinantes para evitar os acidentes.

ver Comunicado Internacional

ver Caderno de Informação

Para mais informações consultar:

www.ilcad.org



Fórum Europeu das Passagens de Nível

Estação do Rossio - Lisboa

20 e 21 de Outubro de 2011

Enquanto membro activo do Fórum Europeu de Passagens de Nível, a REFER organizou, nos dias 20 e 21 de Outubro, na Sala do Rei da Estação do Rossio, duas reuniões internacionais sobre segurança em passagens de nível.

Nas reuniões, onde estiveram representantes de gestores de infra-estrutura ferroviária, autoridades de segurança, entidades reguladoras, operadores ferroviários e organizações não-governamentais de 22 países, foram apresentadas algumas das mais recentes abordagens em torno da matéria, com especial enfoque nos mecanismos de alerta, dissuasão, controlo das infracções e sistemas punitivos.

Foi, igualmente, dado destaque às diferentes campanhas de comunicação que complementam as acções no terreno, nomeadamente as que se inscreveram no âmbito da celebração do Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível, que, este ano, teve lugar a 9 de Junho.

9 DE JUNHO | Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível

9 de Junho de 2011

O Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível é celebrado hoje em 40 países de todo o mundo, entre os quais Portugal.

Como forma de assinalar esta data, a REFER promoveu acções de sensibilização em passagens de nível especificas do país:

  • Miramar (Vila Nova de Gaia - Linha do Norte) das 08:00 às 10:00
  • Salmanha-Fontela (Figueira da Foz - Linha do Oeste) das 12:00 às 14:00
  • Cachofarra (Setúbal - Linha do Sul) das 12:00 às 14:00
  • Quebedo (Setúbal – Linha do Sul) das 16:00 às 18:00



Em parceria com a CP foram distribuídos folhetos informativos aos passageiros dos comboios Intercidades e Alfa Pendular.

ver Comunicado Internacional

Para mais informações consultar:

www.ilcad.org

Para ver filmes


http://youtu.be/IBqQ1SEs-_M


Filme pedagógico


http://youtu.be/herS_ZfbK-s

9 DE JUNHO | Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível

6 de Junho de 2011

Numa iniciativa conjunta de diferentes países de todo o mundo, envolvendo os sectores ferroviário e rodoviário, a administração pública, ONG e diversas associações ferroviárias e rodoviárias internacionais, e contando com o apoio das Nações Unidas e da Comissão Europeia, assinala-se a 9 de Junho o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível”.

Tendo como objectivo a sensibilização da sociedade para esta problemática, o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível” põe a ênfase nas medidas educativas, na promoção de um comportamento seguro e na consciencialização dos utilizadores das passagens de nível de que os comportamentos que adoptam são determinantes para evitar os acidentes.

Em torno da mensagem comum "Nas passagens de nível não arrisque” estão planeadas inúmeras acções de comunicação à escala mundial: distribuição de folhetos em passagens de nível, nas escolas e nas escolas de condução, afixação de cartazes nas estações ferroviárias, etc.

Serão também difundidas mensagens especiais na rádio e na televisão, organizadas sessões de apresentação da iniciativa e conferências de imprensa com os media.

Como forma de assinalar esta data, a REFER irá promover, no dia 9 de Junho, acções de sensibilização em passagens de nível, chamando a atenção para a necessidade de promoção de comportamentos seguros e do envolvimento de diferentes agentes sociais.

Em parceria com a CP serão também distribuídos folhetos informativos aos passageiros dos comboios Intercidades e Alfa Pendular e serão ainda divulgados os vencedores do concurso de desenhos “Pára escuta e olha” promovido pela REFER.

Para mais informações contactar: ci@refer.pt

Passagem desnivelada suprime passagem de nível

Linha do Minho [Areosa-Além Rio] - Viana do Castelo

10 de Maio de 2011

No âmbito do protocolo celebrado, em 9 de Junho de 2005, entre a REFER e a Câmara Municipal de Viana do Castelo, foi inaugurada no dia 10 de Maio de 2011 a passagem inferior rodoviária de Areosa-Além Rio, que permitiu o encerramento da passagem de nível ao km 85,681, da Linha do Minho.

Este protocolo – que prevê a supressão da totalidade das 24 passagens de nível existentes no concelho – envolvia a construção de 14 passagens desniveladas (11 a cargo da REFER e três a cargo da autarquia) e um restabelecimento rodoviário.

A REFER concluiu, de forma faseada, entre os primeiros trimestres de 2009 e 2010, as 11 passagens desniveladas e a autarquia, com esta obra, terminou a terceira intervenção a seu cargo (ficando apenas duas passagens de nível por suprimir, cujos procedimentos estão já em preparação).

O investimento total com a concretização do protocolo, na ordem dos 12,1 milhões de euros, é suportado em 55% pela REFER e 45% pelo município de Viana do Castelo.

Em consequência das acções desenvolvidas, diminuiu significativamente o número de acidentes registados neste concelho, passando de uma média de 3,2 acidentes/ano, no período de 2001 a 2005, para 0,2 acidentes/ano, no período de 2006 a 2010.

Esta acção insere-se no Plano de Supressão e Reclassificação de Passagens de Nível que a REFER tem em curso e que permitiu, em onze anos, suprimir mais de 50% das passagens de nível existentes e melhorar as condições de segurança em cerca de 600 das que subsistem, com um investimento na ordem dos 317 milhões de euros.

Encerrada ao tráfego última passagem de nível com guarda

Linha da Beira Baixa - Fundão

29 de Março de 2011

A passagem de nível (PN) ao km 147,520 da Linha da Beira Baixa, no Fundão, último atravessamento com guarda existente nesta linha, foi encerrada ao tráfego rodoviário no dia 24 de Março de 2011 e, simultaneamente, reclassificada a peões até ao seu fecho definitivo em Junho próximo, com a conclusão dos trabalhos de construção da passagem inferior rodoviária ao km 147,806.

Esta PN insere-se no conjunto de atravessamentos de nível existentes na área urbana do Fundão, objecto de supressão ao abrigo do Protocolo celebrado entre a REFER e a Câmara Municipal em Junho de 2009. Este Protocolo prevê a supressão das nove passagens de nível existentes na área urbana do Fundão, mediante a construção de seis desnivelamentos (três rodoviários e três pedonais) e restabelecimentos viários de acesso (obras incluídas na Empreitada Geral de Modernização do Troço Vale de Prazeres – Covilhã) e da Circular Urbana do Fundão, da responsabilidade da Câmara Municipal.

As acções em curso, além de reforçarem as condições de segurança da exploração ferroviária no troço referido, melhoram significativamente as acessibilidades entre os lados nascente e poente da cidade.

No concelho do Fundão foram suprimidas cerca de 30 passagens de nível nos últimos anos.

Conferência Internacional “Let’s save lives”

2º Workshop Europeu sobre Segurança em Passagens de Nível

15 e 16 de Março de 2011

A REFER foi uma das instituições convidadas para promover uma apresentação das iniciativas que tem posto em prática com o objectivo de reduzir a sinistralidade em passagens de nível.

As reuniões, que decorreram em Tallinn, na Estónia, patrocinadas pela Operation Lifesaver Estonia (OLE) contaram com a presença de inúmeros representantes de gestores da infra-estrutura ferroviária e rodoviária, governos, associações cívicas, operadores ferroviários, entre outros, com um objectivo comum: promover a segurança em passagens de nível e sensibilizar os seus utilizadores para as regras a cumprir na sua utilização.

Operation Lifesaver Estonia

UIC e-news

Let's Save Lives 2011



Reforço de segurança em passagem de nível pedonal

Linha do Norte [Espadaneira] - Coimbra

1 de Fevereiro de 2011

No âmbito do processo de mitigação do risco em atravessamentos e passagens de nível empreendido pela REFER, a passagem de nível pedonal ao km 213,790, da Linha do Norte, no Apeadeiro de Espadaneira, foi intervencionada tendo por objectivo a mitigação do risco de trespassing e a melhoria da acessibilidade da população.

Nesta intervenção foi substituído o estrado, colocados labirintos e introduzidos semáforos pedonais.

Todos os trabalhos foram realizado com recurso a meios internos à REFER, nomeadamente ao Centro de Manutenção de Coimbra.

Reforço de PN em Coimbra
Reforço de PN em Coimbra
Reforço de PN em Coimbra



Simpósio Internacional sobre Passagens de Nível

Tóquio

Outubro de 2010

The eleventh International Level Crossing Symposium, hosted by JR East, took place in Tokyo from October 25th to 29th, 2010. As with previous events in this series of conferences, delegates from around the world participated in a three day conference and an associated technical visit.

A common theme was the need for partnership between road and rail authorities with concerns expressed that insufficient numbers of highways professionals were participating in the conference – a challenge for the Rail Safety and Standards Board (RSSB) which has accepted the task of organising the next symposium in Great Britain in 2012.

A further common concern was the extent to which step change improvements in level crossing safety were proving very difficult to realise with many showing a flat line performance in recent years.

Looking at the presentations one by one, it is evident that common issues are being addressed in multiple places with slightly differing thought processes to deliver remarkably similar solutions. The challenge of making scare resources go further through international cooperation was recognised by some as an opportunity rather than a threat to their national approaches.

A keynote presentation by Len Porter, Chief Executive of RSSB set out the case for an asset management led approach to addressing level crossing risk. The progress made in the oil and gas sector through this approach was highlighted.

Akita Yonezawa from the Railways Bureau of Japan’s Ministry of Land, Infrastructure, Transport and Tourism was the first speaker to introduce the requirement for all traffic to stop before proceeding over a level crossing. The law which dates back to 1933 was a regular discussion point both in the formal proceedings of the conference and in informal discussion on the fringes with most delegates not convinced of the merits of a law which is often ignored by motorists. However, the intent of the law to prevent vehicles from entering a crossing until an exit was assured was sound.

Mr Yonezawa also introduced the cost sharing mechanism in Japan with the state picking up 45% of costs, local authorities the same and thr railways, just 10%. Again the cost sharing models from around the world were the subject of much interest and informal discussion. When a railway only picks up 10% of the costs it is possible to see why it is prepared to pursue expensive technical solutions to secure limited benefit. Equally, in a cost sharing model where the bulk of the funding is from railway sources, it is possible to see how local government agencies push for a gold-plated solution.

Risk modelling was a core topic on the conference agenda and first introduced by Marcus Baerd from AD Little in the United Kingdom explaining the approach that REFER, the Portuguese national rail infrastructure manager has adopted with a good track record of reducing the number of crossings and upgrading those that must remain mindful of the risk levels at each crossing.

texto retirado da revista online LXinfo, edição de Novembro 2010

Reforço de segurança em passagem de nível pedonal

Linha do Oeste [São Martinho do Porto] - Alcobaça

7 de Julho de 2010

No âmbito do processo de mitigação do risco em atravessamentos e passagens de nível empreendido pela REFER, e na sequência de contactos com a Junta de Freguesia de São Martinho do Porto e Câmara Municipal de Alcobaça, a passagem de nível pedonal
ao km 117,667, da Linha do Oeste, foi intervencionada tendo por objectivo a mitigação
do risco de trespassing e a melhoria da acessibilidade da população incluindo a de pessoas com mobilidade reduzida.

Nesta intervenção foi substituído o estrado, reabilitados e recolocados os labirintos
e requalificado o encontro entre a passagem de nível e o caminho público.

Como factor inovador foram introduzidos elementos dissuasores do trespassing (constituídos por piso intencionalmente irregular ao lado do estrado) que serão complementados com a vedação do canal ferroviário na envolvente da passagem
de nível.

Todo o trabalho foi realizado com recurso a meios internos à REFER, nomeadamente
ao Centro de Manutenção das Caldas da Rainha.

Reforço de PN em Alcobaça
Reforço de PN em Alcobaça
Reforço de PN em Alcobaça
Reforço de PN em Alcobaça
Reforço de PN em Alcobaça
Reforço de PN em Alcobaça



"Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível"

22 de Junho de 2010

A imprudência, as transgressões e o desrespeito pela sinalização estão na origem de 95% dos acidentes em passagens de nível.

A consciência desta realidade faz com que, em 45 países de todo o mundo, entre os quais Portugal, se tenha assinalado no dia 22 de Junho o “Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível”.

Esta foi uma iniciativa conjunta dos gestores ferroviários, da administração pública, das entidades reguladoras, do sector ferroviário e rodoviário, das forças policiais, de ONG, de diversas associações europeias e internacionais e que contou com o apoio das Nações Unidas e da Comissão Europeia.

Para assinalar a data, a REFER apresentou o balanço de um ano da campanha de sensibilização e segurança “Pare Escute Olhe”, os resultados da Consulta Pública associada ao “Livro Verde sobre Segurança em Passagens de Nível” e as perspectivas para 2010-2015 sobre esta matéria.

Vídeo Ilcad
Ilcad
Apresentação 22 de Junho
Apresentação 22 de Junho
Apresentação 22 de Junho
Apresentação 22 de Junho
Apresentação 22 de Junho



Passagens de Nível Digitais

22 de Junho de 2010

Na data em que se celebrou o Dia Internacional para a Segurança em Passagens de Nível, A REFER e o consórcio Ambisig/Ferrovias assinaram um Protocolo para o desenvolvimento da tecnologia de Passagens de Nível Digitais.

Constitui objecto deste Protocolo o desenvolvimento de sistema de detecção e alerta de obstáculos em passagens de nível, com recurso a visão artificial.

A solução – que se pretende de baixo custo unitário – deve apresentar níveis de fiabilidade que permitam a sua adopção noutras redes ferroviárias e, consequentemente, a sua potencial comercialização.

PN Digitais

Reforço de segurança no atravessamento pedonal entre plataformas

Linha do Norte - Apeadeiro de Casais [Coimbra]

Abril de 2010

No âmbito do processo de mitigação do risco em atravessamentos e passagens de nível empreendido pela REFER, e perante a necessidade de garantir, aos passageiros, os acessos aos cais de embarque, em segurança, foram concluídos os trabalhos de automatização e melhoria das condições de segurança existentes no Apeadeiro de Casais.

Este atravessamento pedonal foi dotado de rampas de acesso para pessoas de mobilidade reduzida, labirintos de protecção e semáforos com as respectivas campainhas de aviso. Foi ainda colocado um pavimento de borracha que garante melhores condições no atravessamento das linhas.

Apeadeiro de Casais
Apeadeiro de Casais
Apeadeiro de Casais
Apeadeiro de Casais



Construção de passagem desnivelada suprime duas passagens de nível

Linha do Minho [Viana do Castelo]

Fevereiro de 2010

No âmbito do protocolo celebrado em 9 de Junho de 2005 entre a REFER e a Câmara Municipal de Viana do Castelo, foram concluídos os trabalhos da empreitada de construção da passagem superior rodoviária ao km 69,959, o que permitiu o encerramento das passagens de nível aos km 69,872 e 70,036, da Linha do Minho.

Com a abertura desta nova passagem é dado mais um importante passopara a concretização do protocolo, cujo objecto é o encerramento da totalidade das passagens de nível no concelho de Viana do Castelo, num investimento global que ronda os nove milhões de euros.

Esta acção insere-se no Plano de Supressão e Reclassificação de Passagens de Nível que a REFER tem em curso e que permitiu, em dez anos, suprimir mais de 50 por cento das passagens de nível existentes e melhorar as condições de segurança em cerca de 600 das que subsistem, com um investimento na ordem dos 290 milhões de euros.



Nova Passagem Inferior e encerramento de Passagens de Nível

Ramal de Tomar [São Lourenço]

Dezembro de 2009

Concluídos os trabalhos da passagem inferior de peões ao km 13,733 e da respectiva iluminação pública, foram encerradas em 2 de Dezembro de 2009 as passagens de nível pedonais aos km 13,685 e 13,766, o que contribui para a melhoria da segurança da população na localidade de S. Lourenço e da exploração ferroviária no Ramal de Tomar.

A passagem inferior de peões foi materializada através de uma estrutura em quadro de betão armado construída fora do local de atravessamento da via-férrea e posteriormente colocada na sua posição definitiva, com recurso ao sistema de deslize por pressão hidráulica, no sentido de minimizar o impacto na exploração ferroviária. Os acessos à obra de arte são constituídos por lanços de escadas e rampas que permitem a sua adequada utilização por pessoas com mobilidade condicionada.
Este investimento orçou em 830.000,00 euros, tendo os trabalhos sido adjudicados à empresa Obrecol, Obras e Construções, SA.



Encerramento dos atravessamentos de nível das estações de Caxias e Estoril

Linha de Cascais

Novembro de 2009

Em resultado de protocolos estabelecidos com as Câmaras Municipais de Oeiras e de Cascais com o objectivo de reforçar as condições de segurança dos atravessamentos de nível das estações de Caxias e Estoril, que permitiram a instalação de equipamentos específicos para utilização por pessoas com mobilidade reduzida, é agora possível proceder ao encerramento dos atravessamentos existentes naquelas estações.
Na Estação de Caxias a colocação em funcionamento dos elevadores da passagem superior pedonal, no dia 26 de Outubro, possibilitou o encerramento definitivo do atravessamento, melhorando significativamente as condições de circulação pedonal e a segurança de pessoas e bens. No mesmo sentido, na Estação do Estoril, a instalação de uma plataforma mecânica elevatória, que permitirá a acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida, irá permitir o encerramento, às 24:00 do dia 2 de Novembro, do atravessamento de nível existente naquela estação.



Reforço de segurança na PN de Matosinhos[Esmoriz] ao km 310,820

Linha do Norte

Outubro de 2009

Com a intervenção na passagem de nível de Matosinhos[Esmoriz], ao km 310,820 da Linha do Norte, a REFER deu mais um passo no reforço da segurança.

Para além da introdução de marcação delimitadora, de modo a separar o tráfego automóvel e pedonal, a passagem de nível que até então dispunha de cancelas – operadas manualmente pela guarda de passagem de nível - e de apenas uma campainha, passou a dispor de cancelas automáticas, semáforos rodoviários automáticos e ainda de duas campainhas uma por cada lado da via.

Uma particularidade inovadora da barreira introduzida, reside no facto desta, possuir uma dobra que, em caso de emergência e se forçada, permite a saída.

Como complemento de segurança a guarda de PN passou a dispor de um sistema que permite avisar as circulações ferroviárias em caso de necessidade, accionando, em caso de anomalia ou invasão do canal ferroviário, um alarme no sistema de Rádio Solo Comboio.

PN Esmoriz
PN Esmoriz
PN Esmoriz



Implementação de duplas meias barreiras na PN 323,850 de Miramar

Linha do Norte

1 de Setembro de 2009

Acompanhando as boas práticas de outras redes ferroviárias estrangeiras, e como medida de reforço da segurança, foi instalada no dia 1 de Setembro uma Dupla Meia Barreira na Passagem de Nível (PN) de Miramar, ao km 323,850 da Linha do Norte.

Esta medida visa mitigar o principal risco das passagens de nível com meias barreiras:
o contornar das mesmas pelos utilizadores, desrespeitando a sinalização existente e colocando em risco a sua vida, a dos outros utentes da via pública, do maquinista e dos passageiros do comboio.

O sistema funciona com a colocação de meias barreiras também na faixa de rodagem de saída da passagem de nível, mas garantindo que o seu fecho apenas acontecerá com a comprovação de que não existe nenhum objecto na passagem de nível.

Estamos pois em presença de uma conjugação de tecnologias que visam assegurar, não só a normal utilização de uma PN, bem como garantir a segurança às circulações.

A REFER irá implementar as duplas meias barreiras noutras PN da rede que assim o justifiquem.

Dos 27 acidentes em PN deste ano (entre Janeiro e Maio), 1/3 tiveram lugar em PN com meias barreiras.

Dupla meia barreira
Dupla meia barreira
Dupla meia barreira
Dupla meia barreira



Construção de passagem superior rodoviária no Livramento

Linha do Algarve – Troço Tunes / Vila Real de S. António

31 de Agosto de 2009

Decorreu no dia 31 de Agosto a consignação da empreitada de construção da Passagem Superior Rodoviária ao km 361,993, da Linha do Algarve. A execução da obra, situada na localidade do Livramento, freguesia da Luz, concelho de Tavira, tem como principal objectivo o encerramento da passagem de nível ao km 362,413, o que contribuirá para a melhoria da segurança das populações locais e da exploração ferroviária da Linha do Algarve.

Para o efeito, irá ser substituída a actual passagem superior ao km 361,998 – com apenas 2,50 m de largura, o que constitui um significativo constrangimento ao tráfego rodoviário – mediante a construção de um novo atravessamento superior em pórtico de betão armado com 10,42 m de largura, de modo a permitir a inserção de uma faixa rodoviária em cada sentido.

Durante a execução da obra, a rodovia onde se insere a actual passagem superior será encerrada, sendo o trânsito assegurado pelos arruamentos colaterais CM1334 e CM1337.

Implementação de duplas meias barreiras na PN 24,988 do Sabugo
Linha do Oeste

31 de Julho de 2009

325 Passagens de nível automatizadas da rede ferroviária nacional estão dotadas de sinalização rodoviária sonora, luminosa e de um obstáculo (MB) que apenas ocupa a faixa de rodagem, de cada um dos sentidos, de entrada na PN, permitindo que quem já tenha iniciado a entrada na PN possa sair da mesma.

A medida agora posta em prática, implementada pela primeira vez em Portugal e acompanhando as boas práticas de outras redes estrangeiras, visa mitigar o principal risco das PN com meias barreiras que é o contornar das mesmas pelos utilizadores, desrespeitando a sinalização existente e colocando em risco a sua vida, a dos outros utentes da via pública, o maquinista e passageiros do comboio.

O sistema funciona com a colocação de meias barreiras na faixa de rodagem de saída da PN, garantido que o seu fecho apenas acontecerá com a comprovação de que não existe nenhum objecto na PN, comprovação esta feita com recurso ao SDO - Sistema de Detecção de Obstáculos, neste caso, com a tecnologia de Radar.

A REFER irá implementar as duplas meias barreiras noutras PN da rede que assim o justifiquem.
Dos 27 acidentes em PN deste ano (entre Janeiro e Maio), 1/3 tiveram lugar em PN com meias barreiras.
Funcionamento das duplas meias barreiras (MB) com Sistema de Detecção de Obstáculos (SDO) e câmara de vídeo vigilância:

      1. Início do anúncio sonoro;
      2. Sinal vermelho intermitente;
      3. Início do fecho das MB de entrada depois do tempo regulamentar;
      4. Início do SDO;
      5. Início do fecho das MB de saída, caso não seja detectado nenhum objecto/obstáculo e depois de comprovado o fecho das MB de entrada;
      5a) Caso seja detectado um objecto/obstáculo as MB de saída não fecham, permitindo a sua saída da PN. Simultaneamente são fechados os sinais de protecção à PN, informando o comboio da existência de um obstáculo na via.
      6. Com fim de anúncio serão subidas as 4 MB e apagado o sinal vermelho.

Estamos pois em presença de uma conjugação de tecnologias que visam assegurar, não só a normal utilização de uma PN, bem como garantir a segurança às circulações.

Dupla meia barreira
Dupla meia barreira
Dupla meia barreira



Lançamento do Livro Verde

Dezembro de 2009

Convictos de que uma abordagem social a esta problemática tem necessariamente que ser tida em consideração, e de que nunca serão excessivos os esforços que se possam fazer, a REFER lançou no último trimestre de 2009 e submeteu a consulta pública, um “Livro Verde” sobre esta matéria.

Com o “Livro Verde” quisémos alargar o debate sobre o tema para além da esfera técnica, ferroviária ou rodoviária - quisémos acolher as sugestões do cidadão, do utente ou do confinante com o caminho-de-ferro, das instituições académicas e de todos os que com o seu contributo e perspectivas colaborem no objectivo maior de evitar os acidentes em passagens de nível.

Conferência
Livro Verde
Livro Verde
 Spot Livro Verde
Livro Verde no Multibanco



Carta Europeia da Segurança Rodoviária

25 de Junho de 2009

A REFER formalizou a adesão à Carta Europeia da Segurança Rodoviária, no Dia Europeu para a Segurança em Passagens de Nível – 25 de Junho de 2009.

A Carta Europeia da Segurança Rodoviária faz parte do Programa de Acção para a Segurança Rodoviária, lançado pela Comissão Europeia em 2004 com um objectivo de reduzir para metade o número de mortes nas estradas europeias até 2010.

A Carta reúne empresas, organismos públicos e entidades da sociedade civil e constitui uma oportunidade para agir de forma directa e decisiva para reduzir o número de vítimas de acidentes rodoviários, avaliar resultados e trocar ideias e medidas bem sucedidas.

Assinar a Carta Europeia implica a aceitação dos dez princípios da Carta e a elaboração de um compromisso próprio.

Os signatários comprometem-se também a promover a Carta juntamente com outros actores e a realizar acções que reforcem o seu compromisso.

Mais de 1350 entidades na Europa já aderiram à Carta, ao fazê-lo, comprometem-se a dar uma resposta concreta aos problemas de segurança nas estradas com que se confrontam no seu trabalho diário e nas suas vidas.

Carta Europeia
Carta Europeia
Carta Europeia



Dia Europeu para a Segurança em Passagens de Nível

25 de Junho de 2009

A celebração do “Dia Europeu para a Segurança em Passagens de Nível, envolve o sector ferroviário e rodoviário, as entidades reguladoras e as forças policiais de diversos países europeus, associações ferroviárias europeias e internacionais, bem como a Comissão Europeia e os meios de comunicação, e tem como objectivo sensibilizar e alertar a sociedade para a necessidade de respeito pela sinalização e cumprimentos escrupuloso das regras de segurança sempre que se utiliza uma passagem de nível.

Por ocasião desta celebração, foi apresentada a Campanha de Comunicação da REFER “Pare, Escute e Olhe” e o Livro Verde sobre Segurança em Passagens de Nível, no Centro Cultural de Belém.

25 de Junho
Paul Verón
Presidente da REFER
Secretária de Estado dos Transportes
Director de Atravessamentos
Comunicação e Imagem REFER